Fique atento: Aftas podem apontar para transtornos mais sérios à saúde

Fique atento: Aftas podem apontar para transtornos mais sérios à saúde

By on Nov 9, 2015 in Notícias | 0 comments

O surgimento de aftas na mucosa bucal, gengivas e embaixo da língua estão principalmente relacionadas a fatores como hereditariedade, estresse emocional, falta de vitaminas e minerais como ferro e ácido fólico, mudanças hormonais e alergia a alimentos.De acordo com a cirurgiã-dentista Letícia Boos, de acordo com a gravidade, as aftas podem causar distúrbios mais severos à saúde.

– Quando aparecem em grande número, podem tornar difícil a deglutição alimentos ou líquidos, especialmente os mais ácidos. Os sintomas, que incluem principalmente dor, ardor ou algum tipo de queimação na região afetada, podem aparecer de um a dois dias antes da afta surgir. Eventualmente, podem aparecer gânglios no pescoço, cansaço e até febre – aponta Letícia.

As aftas pequenas geralmente não precisam de tratamento e desaparecem em até duas semanas. A recorrência cotidiana do surgimento das pequenas feridas, mesmo em números reduzidos, pode ser ocasionada por deficiências nutricionais ou disfunções do sistema digestivo, por isso é importante consultar um nutricionista ou gastroenterologista nestes casos. Entretanto, quando o problema aumenta, é necessário recorrer à intervenção imediata e aos tratamentos disponíveis.

toothache

-Se houver muita dor ou dificuldade para engolir, pode-se recorrer ao cirurgião-dentista que poderá indicar analgésicos, assim como a aplicação de pomadas para uso oral. Em casos mais graves, pode ser necessário o uso de medicamentos sistêmicos, como os corticoides, e remédios para reduzir a acidez estomacal -determina a cirurgiã-dentista.

Durante a recuperação, algumas medidas simples podem ajudar. Entre elas, é recomendável evitar alimentos ácidos ou muito condimentados, além da escovação dos dentes de modo suave. Quebrar pequenos pedaços de gelo e deixá-los dissolver na boca, como forma de aliviar a irritação, também pode ajudar.

Escrever um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *